04 julho 2013

As maiores vilãs de João Emanuel Carneiro

Bárbara, Leona, Flora e Carminha fizeram história na dramaturgia
Bárbara, Leona, Flora e Carminha fizeram história na dramaturgia
Ola galera tudo ok? Nos últimos anos, João Emanuel Carneiro, considerado o atual maior autor de novelas no Brasil, criou vilãs que ficaram na memória dos telespectadores. Elas são loiras, loucas e megeras de primeira linha. Relembre-as:
Bárbara aprontou as maiores vilanias contra Preta
Bárbara aprontou as maiores vilanias contra Preta
Bárbara (Giovanna Antonelli) de “Da Cor do Pecado” (2004)
Dissimula, muito perigosa e interpretada por Giovanna Antonelli, Bárbara, de “Da Cor do Pecado”, abriu o rol das grandes vilãs de Carneiro. A loira era dissimulada, manipuladora e fazia de tudo para acabar com a felicidade de Preta (Taís Araújo). A megera acabou ficando louca e chegou a ser abandonada em um lixão por Toni (Guilherme Weber), seu comparsa. Aliás, o lixão é uma das marcas de JEC, que acredita que o ambiente imundo é o inferno de uma novela. No final da trama, Bárbara se joga de um precipício e morre.
Alegria alheia incomodava Leona, em "Cobras & Lagartos"
Alegria alheia incomodava Leona, em “Cobras & Lagartos”
Leona (Carolina Dieckmann) de “Cobras & Lagartos” (2006)
Com a moral lá em cima, João Emanuel Carneiro escreveu em 2006 sua segunda novela na Globo, “Cobras & Lagartos”. A trama repetiu algumas fórmulas do autor e consagrou a vilã Leona, interpretada por Carolina Dieckmann. A personagem, famosa por suas frases irônicas, caiu no gosto popular. O figurino da personagem, em sua maioria na cor branca, fez sucesso entre as telespectadoras da novela, assim como seu cabelo descolorido. O final da personagem também foi trágico: Leona morreu na explosão da Luxus, cenário principal da trama.
Flora tinha inveja de Donatela e fez de tudo para destruir sua inimiga
Flora tinha inveja de Donatela e fez de tudo para destruir sua inimiga
Flora (Patrícia Pillar) de “A Favorita” (2008)
“A Favorita” marcou a estreia de Carneiro no horário das 21h e inovou ao trazer uma vilã oculta, que só teria sua verdadeira identidade revelada no segundo mês de exibição. No passado, Flora (Patrícia Pillar) matou o marido de Donatela (Cláudia Raia), sua melhor amiga, e volta para tentar roubar a fortuna da ricaça. A vilã se revela a assassina da história e passa a infernizar a família de sua rival. Debochada e irônica, a loira fez sucesso entre o público da trama e foi considerada uma das maiores vilãs da história  da teledramaturgia. Assim como Bárbara e Leona, Flora também teve surtos e passou o resto de sua vida na cadeia, se apresentando para as colegas de cela como Donatela, de quem sempre teve inveja.
Carminha tentou se dar bem na vida e jogou a afilhada no lixo
Carminha tentou se dar bem na vida e jogou a afilhada no lixão
Carminha (Adriana Esteves) de “Avenida Brasil” (2012)
Aclamada pela crítica e pelo público, Adriana Esteves deu vida à vilã Carminha de “Avenida Brasil”. A megera tentou destruir a vida de sua enteada Rita (Mel Maia) e enriqueceu após se casar com Tufão (Murilo Benício). A vida boa da bandida, no entanto, foi ameaçada pela volta da enteada, interpretada na fase adulta por Débora Falabella. A vilã viveu momentos memoráveis, mas, ao contrário de Flora, teve momentos em que se mostrou uma pessoa boa e deu ‘explicações’ para todas as maldades cometidas. No final, Carminha foi perdoada por Nina, mas acabou louca no lixão da trama, recebendo os cuidados de Mãe Lucinda.
João Emanuel Carneiro ainda não escolheu sua próxima vilã
João Emanuel Carneiro ainda não escolheu sua próxima vilã
Quem será a próxima?
João Emanuel Carneiro já vem desenvolvendo a história de sua próxima novela na Globo, prevista para 2015. O autor, claro, ainda não confirmou sua próxima vilã, mas as atrizes Regina Duarte, Dira Paes, Débora Falabella e Marjorie Estiano estão na mira do autor para o time principal da trama. O que se sabe é que a próxima megera será inimiga de uma pessoa da sua própria família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário